Um Tanto do Chá P.4

Posted: 6 de set de 2011 by leo in Marcadores:
6


Deixe-Me Entrar


Americanos tem uma mania irritante de fazer remake de tudo aquilo que eles acham que devia ter saído da cabeça deles,quando soube do precoce remake de Let One Right In (famoso filme sueco) concerteza fiquei com o pé atrás,primeiro por ser uma refilmagem e depois por ser algo tão recente,mas como toda regra tem sua exceção,Deixe-Me Entrar é uma delas.
O filme possui uma série de acertos,começando pela caprichada parte técnica,uma fotografia sombria que combina perfeitamente com o clima do filme,trilha sonora muito bem utilizada e principalmente uma direção segura do sempre competente Matt Reeves.A competência de seu elenco é um dos grandes ganhos de todo o filme,Richard Jenkins perfeito numa personagem com aparência sempre apavorada,Chloe Moretz mescla vulnerabilidade com um ar de ameaça,mas todos são absurdamente ofuscados pela atuação incrível de Kodi Smit McPhee que tem sua melhor performance em sua curta carreira,extraordinário como o amedrontado Owen.O maior erro de Deixe-Me Entrar é que em certos momentos o filme se torna maçante,cansativo,mas nada que atrapalhe o ótimo andamento de todo o resto.


Pânico 4


Na sequência inicial de Pânico 4 deu pra se perceber que o filme não tava pra brincadeira,criticando fortemente as sequências intermináveis que Hollywood fazem pra seus filmes de sucesso do gênero,ainda falando da ótima sequência inicial,toma-se uma nova discussão interessantíssima que resume tudo aquilo que me afasta de filmes de "terror" de hoje em dia,o terror-tortura,onde a única diversão é ver tal personagem sendo brutalmente torturada,coisa extremamente sem graça e que acaba com a magia de ver alguém correndo estupidamente.A verdade é que a sequência de Pânico continua impecável,com seus sustos extraordinários e as situações absurdas que Ghostface passa pra matar a mocinha mais extraordinária e imbatível que já na minha vida (Sidney Prescott e Neve Campbell,como sempre bem na personagem),o humor ácido continua sendo perfeitamente usado neste,outro fator interessante é como adaptaram o filme para o vasto leque de tecnologias e aplicativos que possuímos hoje,tudo pra tornar o suspense ainda mais interessante.As performances nunca impressionam,mas isso tá longe de ser ruim,Hayden Panettiere,Allison Brie e Courtney Cox bem em suas personagens e Emma Roberts balanceando o dispensável com o incrível.Por fim,Pânico 4 que era somente pra ser só mais um blockbuster acaba se tornando um dos melhores do ano e "Don´t Fuck with the Original"


Homens e Deuses


O francês Homens e Deuses vencedor do Prêmio do Júri do Festival de Cannes de 2010 é mais uma prova de que o júri presidido por Tim Burton foi falho,errando em mais uma categoria do festival (incluindo aqui a Palma de Ouro e o empate entre os atores),Homens e Deuses abusa na seriedade,sóbrio e correto,não toma riscos e não nos cativa em absolutamente momento algum,quando tenta,realmente já é tarde demais e todo o ar maçante da produção já toma conta da atmosfera do filme.E se o filme é chato como é,toda culpa é do diretor Xavier Beauvois que parece não tomar cuidado e não aprofundar suficientemente aquilo que o roteiro (bem intencionado) propunha,jogando cenas desnecessárias durante todo ele.Outro ponto negativíssimo do filme (e aquele que mais me incomodou) é o péssimo desenvolvimento de seus personagens,quando tentamos nos identificar com qualquer um dos monges envolvidos naquela difícil situação,não temos tempo pelo brusco corte que temos ao tentar aproximação,os atores tentam mas consequentemente são prejudicados com a sabotagem de seus personagens,enfim,Homens e Deuses é um filme que saiu todo pela culatra.


Deixe-Me Entrar (Let Me In,2010) 8.5/10
Pânico 4 (Scream 4,2011) 10/10
Homens e Deuses (Des Hommes et Des Dieux,2010) 5/10