Balanço do mês de Fevereiro

Posted: 28 de fev de 2010 by leo in Marcadores:
4


1. Tempestade de Gelo (Ang Lee/The Ice Storm/1997) , 10
2. Onde Vivem os Monstros (Spike Jonze/Where the Wild Things Are/2009) , 10
3. Um Homem Sério (Joel & Ethan Cohen/A Serious Man/2009) , 10
4. Eu , Meu Irmão e Nossa Namorada (Peter Hedges/Dan in Real Life/2007) , 10
5. Num Lago Dourado (Mark Rydell/On Golden Pond/1981) , 9.5
6. Educação (Lone Scherfig/An Education/2009) , 9.5
7. Orações para Bobby (Russell Mulcahy/Prayers for Bobby/2009) , 9.5
8. Distrito 9 (Neill Blomkamp/District 9/2009) , 9
9. De Repente 30 (Gary Winick/13 Going on 30/2004) , 8.5
10. A Noite em que James Brown Salvou Boston (David Leaf/The Night James Brown Saved Boston/2008) , 8.5
11. ABC do Amor (Mark Levin/Little Manhattan/2005) 8
12. O Inquilino (David Ondaatje/The Lodger/2009) 7
13. Helter Skelter (John Gray/Helter Skelter/2004) 4

Onde Vivem os Monstros

Posted: 26 de fev de 2010 by leo in Marcadores:
0

Max é um garoto que está fantasiado de lobo , provocando malcriações com sua mãe por ciúme devido a presença de um amigo dela.Como castigo , ele é mandado para o quarto sem janta.Desta forma Max resolve fugir de casa e usa a imaginação para criar uma misteriosa ilha , para onde vai de barco . Lá ele encontra vários monstros , que vivem em bando.Max diz que possui superpoderes , o que faz com que seja nomeado rei do grupo.Responsável por evitar que a tristeza tome conta do lugar , ele passa a criar uma série de jogos para mantê-los em constante diversão.Nesta tarefa , Max se aproxima de Carol , que tem um gênio imprevísível.

Não consigo , simplesmente não consigo entender como podem ter achado Onde Vivem os Monstros um filme fraco de Spike Jonze e também não entendo como o filme foi estupidamente esquecido pela temporada de premiações.
Tecnicamente o filme é perfeito , é tudo lindo de morrer , fotografia belíssima , direção de arte que consegue assustar e encantar com a mesma intensidade e a trilha sonora composta por Karen O é bem parecido do com as coisas que ela sempre faz , ou seja tudo muitíssimo bom.
E sem falar dos efeitos especiais PERFEITOS na interação e nas conversas dos monstros com Max.

O trabalho de elenco do filme é curioso , porque eu acho estranhíssimo (mas necessário) ver Mark Ruffalo fazendo ponta em um filme e ainda temos Catherine Keener ótima em seus pequenos momentos.
Mas concerteza que leva praticamente o filme inteiro é Max Records , uma das atuações infantis mais legais que já vi , pelo fato dele interpretar uma criança de verdade , chora , brinca e faz birra , como toda criança faz , mas um injustiçado do Oscar.
E o mais bacana pra mim é o trabalho de dublagem (coisa que antes eu nunca consegui me impressionar) mas dessa vez eu achei tudo tão perfeito , é fácil perceber o sentimento em que os atores/dubladores tão ás falas de seus personagens/monstros , é incrível e impossível num se apaixonar por todos os monstros.

Mas um dos meus aspectos favoritos do filme é o roteiro meticuloso e perfeito de Spike Jonez e Dave Eggers , que mostra as características que formam a personalidade de Max (as positivas e negativas) em cada um dos monstros e algo também interessantíssimo é que o roteiro num define heróis nem vilão , eles só estão ali pra mostrar a Max como é difícil se relacionar com pessoas/monstros tão parecidas com ele.

Finalmente Onde vivem os Monstros é o filme em que trata a infância com honestidade e sem firula , PUTA FILMAÇO.

Sinopse via Adoro Cinema


Nota:10/10

Onde Vivem os Monstros (Where the Wild Things Are , 2009)
Diretor:
Spike Jonze
Roteiro:Spike Jonze & Dave Eggers
Elenco:Max Records,Catherine Keener,Mark Ruffalo,James Gandolfini,Paul Dano,Catherine O´Hara,Forest Whitaker,Michael Berry Jr.,Chris Cooper,Lauren Ambrose

Dexter 3° Temporada

Posted: 22 de fev de 2010 by leo in Marcadores:
0


Spoilers Abaixo


Essa 3° temporada foi a primeira delas sem que a série seja baseada no livro e pra falar a verdade , se saiu muitíssimo bem pra quem parou de adaptar , veremos a baixo o que achei da temporada e alguns comentários :

A+ : Finding Freebo (A reação de Miguel Prado quando presenciou o crime deixou várias pessoas boquiabertas) , Turning Birninese , Easy as Pie (O episódio que tem uma das melhores cenas da série e definitivamente percebemos que Dexter é um cara que age em perfeita harmonia o emocional e o lógico) , The Damage a Man Can Do (Episódio que nos mostra do que Miguel é capaz e que nos deixa incrivelmente curioso pro próximo) , About Last Night (A cena do Dexter surtando é demais) , Go Your Own Way (A Cena do telhado mostra como Michael C.Hall e Jimmy Smits são atores incríveis e como a química entre eles é ótima) , I Had a Dream , Do You Take Dexter Morgan (No episódio em que vimos como Miguel é um grande filho da puta e temos aqui a melhor season finale da série) .

A- : Out Father (No Episódio em que descobrimos que Dexter será pai e a primeira vez que vemos Dexter matar sem querer , digamos assim) , Sí se Puede .

B+ : All in the Family

B- : The Lions Sleeps Tonight


Ranking de Temporada

Primeira Temporada
Terceira Temporada
Segunda Temporada

Distrito 9

Posted: 20 de fev de 2010 by leo in Marcadores:
2

Há 20 anos alienígenas cairam na Terra e acabam exilados em uma favela nos limites de Johanesburgo , na África do Sul.
Um funcionário da MNU Wikus van der Merwe que trabalha no departamento de relações humanas com os alienígenas , Wikus acaba ganhando uma importante missão da noite para o dia : comandar o processo de notificação dos alienígenasque vivem no Distrito 9 , Wikus fica responsável pela missão e durante o processo acaba se contaminando.

Definitivamente 2009 foi o ano das ficções científicas bem sucedidas , tivemos o divertidíssimo Star Trek , Avatar e esse Distrito 9 que é muito bom , mas tem certas pequenas coisas que me incomodaram no decorrer do filme.
Logo de início eu fiquei altamente confuso em qual forma que seria contada a história do filme , se era forma documental com câmera na mão (que balançava mais que tudo) , ou mesmo na forma normal e é sério eu só descobri quem era o protagonista do filme de primeira porque eu já tinha gravado a cara de bocó de Sharlto Copley.

Mas o filme tem seus méritos e são muito , um deles é a singela fidelidade do diretor a idéia original do filme (que seria uma versão do jogo Halo) e durante uma cena de ação (a melhor por sinal) vimos vários cenas parecidas com jogos.
E é interessantíssimo também o roteiro Neill Blomkamp e Terri Tatchell fazerem o telespectador pensar sobre xenofobia e toda a desigualdade ao todo.
Falando tecnicamente a Direção de Arte e a Fotografia trabalham em perfeita sintonia , mostrando todo o caos do tal Distrito.

Sem contar com os Efeitos especiais perfeitos , tão perfeitos que fez até um alienígena atuar tão bem (mas em 82 teve um ET e 2009 teve vários bichos gigantes , todos ótimos atores) e no termo atuação conhecemos o ótimo e competentíssimo Sharlto Copley , praticamente levando o filme nas costas (juntamente com o alien claro) , definitivamente Sharlto merecia um reconhecimento maior.

Por fim Distrito 9 merece ser conferido , ótima ficção científica , tem seus erros mas também tem seus méritos.


Sinopse do blog Crítica (non)sense da 7arte


Nota:9/10

Distrito 9 (District 9 , 2009)
Diretor :
Neill Blomkamp
Roteiro : Neill Blomkamp & Terri Tatchell
Elenco : Sharlto Copley , Nathalie Boltt , Vanessa Heywood

Lil Wayne - The Rebirth

Posted: by leo in Marcadores:
0

Alguns anos atrás (mas precisamente 2 anos) meu irmão mais velho vivia ouvindo músicas de um cara com uma voz estranha , mas a voz estranha desse cara sempre me agradava e sempre achei seus Raps ótimos (desrespeitosos mais ótimos) , eis que meses depois esse mesmo cantor lançou uma álbum onde tinha um bêbê na capa chamado Tha Carter III , um dos álbuns de Rap mais absurdo do mundo , incrível , todas músicas aproveitáveis e matadoras , incrível álbum.
E depois de um tempinho esse mesmo cantor (esse tal de Lil Wayne) lançou um novo álbum , fiquei sabendo que o álbum misturaria Rap com Rock (OPS) e me perguntei será que dá certo ?!
É conferi e definitivamente nada , NADINHA deu certo.
Começamos como sempre pela capa do álbum , o anterior foi altamente criativo ao colocar um bêbê tatuado , muito bem bolado , mas esse não coloca esse diabo desse homem com uma maldita guitarra no colo , ou seja , provavelmente aquele bêbê da capa anterior faria algo muito mais criativo que isso.
Começando com a 1° faixa , ridícula , American Star é toda trabalhada na Obamização , dizendo que o presidente dele é negro , tá fiquei surpreso com a novidade né.
Mas o pior tava por vim quando chega a 2° faixa Prom Queen , o idiota fala de algo que eu não prestei a mínima atenção , mas quando chega no refrão ele começa a gritar PROOOOOOOOOOM QUEEEN , agressão gratuita aos ouvidos.
Mas claro tem as músicas que dá aquela amenizada como Ground Zero , Runnin (a música com a melhor letra , mas ser a melhor letra nesse álbum é fácil né) , Knockout que consegue ser bacana , mas quando chega o refrão FODE TUDO.
Mas o bom que graças a Deus no álbum tem uma música realmente boa , o rock merda tá ali , mas Lil Wayne finalmente faz Rap (coisa que sabe) e não canta (coisa que não sabe) e o mais estranho é que a música tem participação do irritante Eminem que por incrível que pareça com a sua presença a música fica melhor , raro no álbum.
Mas definitivamente a pior música é The Prince is Wrong , música parecidíssima com músicas do Mamonas Assassinas , mas que coisa bizarra.
Por fim The Rebirth deveria continuar no caixão , é uma merda sem tamanho , não comprem , não baixem é uma porcaria essa mistura de voz e o rockzinho blasé que é a cara do Blink 182.


Nota : 1/10

Melhor Música :
Drop The World
Pior Música : todas mas The Prince is Wrong é um abuso

O Oscar e suas injustiças

Posted: by leo in Marcadores:
0

Que o Oscar é uma premiação absurdamente falha e fuleira todo mundo sabe mais todos nós assistimos pra ver no que vai dar tamanho absurdo , eles nunca premiam mesmo o melhor do ano , mas aceitamos.
De uns tempos pra cá (especificamente de 2000 a 2009) o Oscar acertou nos prêmios , o Oscar premiou alguns discutíveis (discutíveis pelo fato de serem aceitáveis mas caso outro vencesse também seria merecido , sacam?) e algumas vezes a academia premiam algumas coisas absurdas , tipo de dar raiva de ver que aquele profissional tá feliz , vemos aqui alguns exemplos disso.

O ano de 2000 pro Oscar foi glorioso , filmes absurdos foram indicados , mas o que mais me chamou atenção foi Regras da Vida , é um ótimo filme mas é inexplicável esse filme roubar o prêmio de Roteiro Adaptado de O Informante e Eleição , sim acho o roteiro de Regras da Vida ótimo , mas não chega aos pés do brilhantismo que é dos outros citados.
Mas o maior absurdo não é o prêmio de Roteiro e sim o de Ator Coadjuvante , é inaceitável , inexplicável , initendível (ah essa não existe né) em um ano que concorria Michael Clark Duncan,Haley Joel Osment e Tom Cruise levando a perfeição a um novo nível , vence o competente Michael Caine , o cara tem reputação só pode ter sido essa a desculpa de ter vencido.

E até acho mesmo que reputação faz um vencedor , é difícil engolir a vitória de Julia Roberts por Erin Brockovich , mas porque reclamo se gosto do filme e gosto da atuação de Julia ?! Coisa simples assista a Réquiem para um Sonho e se tiver tempo em seguida ver Conta Comigo , e depois tira a conclusão de quem mereceu vencer.
Não tolero vitória de Gladiador e nem de Russell Crowe mas vai eu me meter nesse rolo , num quero polêmica.

Em 2002 a grande polêmica fica com o bom mais mentiroso Uma mente Brilhante , tem gente que adora , e tem gente que só o acha bom (\o/) mas no ano o que mais me revoltou foi a sacaneada que a academia deu no mestre Robert Altman pra premiar o badalado (e incopetente) Ron Howard , vergonhoso academia , vergonhoso.

E aí que chegamos ao controverso ano de 2005 , ano que muitos acham bem definido e com prêmios bem entregues.Entre os principais vencedores só aceito os de Filme (mas entra na estatística se fosse outro também estaria de bom tamanho),Diretor,Roteiro Adaptado e Original , o resto pra mim pura balela.
Se você achou merecido o prêmio de Jamie Foxx parabéns , eu não acho , mas também não crítico , Liam Neeson na pele de Paul Kinsey seria mais justo , mas cadê ele entre os indicados hein ?! Já no de Melhor Atriz é sim de se revoltar AMO Hillary Swank , gosto de Menina de Ouro mas derrota dupla de Annette Benning pra Swank é sacanagem , pra mim Adorável Julia não é divino mas a atuação de Benning faz o filme e sem contar que o ano tinha Kate Winslet e Imelda Staunton , definitivamente Swank não mereceu.
E entre os coadjuvantes gostei muitíssimo de ver Morgan Freeman e Cate "diva do blog" Blanchett vencer , mas se fosse pelo lado da justiça Clive Owen merecia e Natalie Portman também (mas no caso de atriz coadjuvante seria sonho se houvesse empate entre as duas) , mas até aí conseguimos sobreviver.


Mas eis que chega 2006 e o Oscar perde toda sua credibilidade , vamos ver a trajetória.Roteiro Original pra Crash , aceitável , Adaptado pra Brockback Mountain merecido , Direção pra Ang Lee que significou prêmio tardio , atriz coadjuvante pra Rachel Weisz nada mais merecido , de Ator Coadjuvante pra George Clooney não gostei mas posso aceitar , Ator pra Phillip Seymour Hoffman perfeito , Filme pra Crash absurdo mas posso dormir com essa e Atriz pra Feli...REESE WHITERSPOON ... OPS aí foi mexer com minha boa vontade , é inadmissível uma barbaridade dessa.E ainda tem gente que duvida que reputação não vence Oscar.

Enquanto 2007 foi compreensível e 2008 foi perfeito , chega 2009 um ano com uma cerimônia DIVINA mas com somente um prêmio um tanto delusional e viajante , sério não consigo aceitar a vitória de Quem Quer Ser um Milionário ? , gosto do filme ? Gosto sim mas não tem como aceitar um filme bobinho como esse vencer algo poderoso como Foi Apenas um Sonho (babacamente não indicado pra quase nada) pra mim IDIOTICE.

E esse ano será que as coisas estarão nos eixos o ano perfeito teria Guerra ao Terror como filme e Bigelow como Diretor , Colin Firth como ator (esclareço que não vi o filme , mas to na torcida por ele) , Carey Mulligan como atriz (isso sim é puro sonho) e nem preciso pedir Waltz e Mo´Nique como Coadjuvantes , já que caso não vença um dos dois já vem polêmica.
Entao Até 7 de Março.

Top 24 da 9° Temporada do American Idol

Posted: 18 de fev de 2010 by leo in Marcadores:
0

Na última temporada do American Idol , a produção teve a idéia de bosta de fazer igual a 3° temporada e por um top 36 e como aconteceu na 3° temporada algum gênero saiu em desvantagem (na 3° os homens e 8° as mulheres) mas nessa 9° vemos a velha fórmula de volta e o mais legal de tudo é , saber que esse é um dos melhores top 24 da história do AI , tem seus errinhos , ah onde é que não tem né.
Aqui irei falar de todos eles começando com os homens , que é o gênero que menos me interessa no programa por ordem do primeiro ao último :


Aaron Kelly : Aaron Kelly é um garoto de voz potente , com o rosto infantil e de bom moço será fácil pra ele ganhar o fanatismo das gritadeiras americanas , acho que canta bem mas não torço nadinha por ele e infelizmente tenho a impressão que ele vai longe nessa competição.

Alex Lambert : Alex é um cara com uma vibe meio Jason Castro que concerteza não algo bom , mas a parte boa disso é que Alex sabe realmente cantar *morramfãsdessedoente* , gostaria que Alex fosse eliminado rápido e até acho que vai acontecer isso mesmo.

Andrew Garcia : Já com Andrew a história é totalmente diferente , Andrew é o candidato que quero ver longe , vocais incríveis , ótimos músico e o melhor pega musiquetes e transforma em ótimas músicas , mas como já disseram num blog que eu esqueci o nome Kris Allen fez muito isso , pegou músicas boas deixava a sua cara e acabou vencendo a edição , acho que não vão deixar Garcia vencer.

Ashley Rodriguez : E chegamos a primeira mulher a se comentar e que por incrível que pareça é uma das pouquíssimas que tenho real vontade que vá embora , é linda , é muitíssimo , mas até agora o que vi dela não trouxe nada de extraordinário , então se for embora pode ir.

Casey James : Casey foi um caso interessante de boa surpresa , na sua audition não mostrou nada de muito interessante , mas a partir da primeira parte do Hollywood week vi que o cara tem o seu valor e merece muito estar no top 24 , se irei torcer pra ele num sei , se caso me surpreenda semana que vem , provavelmente sim.

Tim Urban : To querendo saber qual foi a graça que encontraram nesse menino , mas num vou cuspir pro alto , ano passado eu achei a audition do Adam Lambert chata e deu no que deu , pode me surpreender até semana que vem.

Crystal Bowersox : Crystal é um exemplar triste e perfeito pra a injusta eliminação , na minha opinião Crystal e outras cantoras da temporada não são cantoras pra Idol mas elas insistem , fora isso , MEUDEUS que voz poderosa , que cantora incrível que é Crystal , espero que dure na competição mesmo eu não acreditando nisso.

Haeley Vaughn : Outra participante que mereceu muitíssimo está no top 24 por ser uma das únicas que traz algo novo pra música , cara de ReB mas no Country não tem pra ninguem , Haeley Rocks e por enquanto tem minha torcida.

Janell Wheeler : Definitivamente é nas loiras da temporada que minha torcida está , Janell teve uma audition esquecível mas uma Hollywood Week impecável , acerto após acerto , gostaria muito de ver o seu triunfo no programa.

Jermaine Sellers : Canta muito , mas não me empolga , não me enche os olhos e até o comparo ao Stephen Fowler , cantor absurdo mas na péssima escolha de música tomou na toba.

John Park : John é um caso interessante , eu realmente procuro o que há de interessante vocalmente nesse menino , simpatia check , beleza check , voz grave check , mas não me empolga , não me faz ficar com cara de idiota , acho até que ele só é memorável por tamanha safadeza de Shania Twain.

Joe Muñoz : Quem ?! mas na temporada passada o cara que eu perguntei Quem ?! acabou vencendo !

Katelyn Epperly : A minha Little Diva cara e voz de winner foi com força total ao top 24 , com performances excepcionais e escolhas perfeitas de músicas (até aqui) gostaria de ver Katelyn loooonge nessa competição.

Katie Stevens : Katie Stevens é mais uma candidata onde todos comentam , todos adoram , todos a acham a cantora da temporada e eu somente vejo uma aprendiz de Demi Swift , sem sal essa menina e acho que vai continuar até ela sair do programa.

Lacey Brown : Ver exemplos como Lacey Brown é Idol é um tanto revoltante , nos perguntamos porque essa mulher ainda não fez um trabalho próprio , Lacey é um talento absurdo e o mais legal com cara de vencedora , seria ótimo.

Lee DeWyze : Gostei da audition dele , mas infelizmente eu tive que assisti-la novamente pra lembrar porque deu amnésia com o cara , tem uma jornada legal , mas seria bom também se saisse rápido da competição.

Lilly Scott : Lilly é uma das surpresas mais agradáveis da temporada , uma voz única , ela arrasa tanto na imagem como no vocal.Provavelmente não vai longe na competição pela conta do público não saber apreciar uma voz realmente preciosa , mas caso vá , ficarei felicíssimo.

Michael Lynch : Michael é um participante que eu vou me dar a liberdade de o comparar com Danny Gokey , ambos early favorites e ambos boring (apesar que até agora Michael não foi Boring) mas acho que no meio do caminho do programa ele cansa e nos cansa.

Michelle Delamor : No próprio AI , vimos pouco dela , quase nada mesmo , mas caso procure no youtube é fácil encontrar videos seus cantando na igreja , Michelle segue a mesma linha que Ashley com com o diferencial de ter uma voz bem mais potente que a de Ashley , mas sei lá a impressão que me fica é que Ashley vai durar na competição e Michelle é só vendo o tempo passa.

Paige Miles : Fez nada de relevante a não ser roubar a versão acústica de Bad Romance do grupo de Todrick e Siobhan.

Siobhan Magnus : Como Crystal , Siobhan será outra eliminação precoce e injusta do programa , Siobhan tem personalidade bacana e uma voz inconfundível , e Siobhan é uma candidata que irei esperar pra ver com toda a certeza.

Todrick Hall : Todrick juntamente com o Andrew e o Tyler são os meus representantes masculinos preferidos , Todrick tem mais cara de X Factor do que tudo , cantor incrível e uma simpatia única acho que com os atributos Todrick vai pro top 12 e só será eliminado se fazer uma merda grande.

Tyler Grady : Na minha opinião Tyler é o melhor cantor masculino da temporada , desenvoltura , uma postura e uma imagem forte de Idol , gostaria muitíssimo ver ele bem longe na competição , mas como candidatos rockers demais na competição não dá muito certo , acho que Tyler não será diferente.

Didi Benami : A mais bonita , a mais simpática e a melhor voz feminina da temporada , merece a vitória e claro tem minha total torcida.


Por fim , esse é um dos top 24 mais legais dos últimos tempos ! até semana que vem

Educação

Posted: 9 de fev de 2010 by leo in Marcadores:
3

Spoiler Abaixo

Jenny é uma adolescente de 16 anos e vive com a família no subúrbio londrino.Inteligente e bonita sofre com o tédio de seus dias de adolescente e aguarda impacientemente a vinda da vida adulta.Seus pais alimentam o sonho de que ela vá estudar em Oxford , mas a moça se vê atraída por um outro tipo de vida.
Quando conhece David , homem charmoso e cosmopolita de trintas e poucos anos , vê um mundo novo se abrir diante de si.Ele a leva a consertos de música clássica , a leilões de arte , e a faz descobrir o glamour da noite , deixando-a em um dilema entre a educação formal e o aprendizado da vida.

Educação é um filme cheio , lotado e abarrotado de erros bobinhos , mas sabe que é um filme agradável e delicia de se assistir , mas claro tem os seus méritos , e como é de começarei com a parte chata.
Educação é um filme previsível aos extremos (até o ponto em que Jenny conhece David , meio que é fácil saber o que vem pela frente) , diálogos meio tolinhos (evidentes numa cena de conversa entre Jenny e sua professora e ainda assim a cena é curiosa , digo logo abaixo porque) e é impossível não passar despercebido a bestinha que é Jenny , em certos momentos chega a ser irritante.

Mas o super curioso do filme é que mesmo Jenny sendo uma idiotinha Carey Mulligan tem uma atuação digníssima de prêmios (claro que me refiro ao Oscar que concorre) , a menina de 24 anos que convence horrores como uma jovem de 16 , esbanja naturalidade , simpatia e firmeza nas cenas que precisam , me rendi a ela.
E em Educação um dos seus maiores méritos é o elenco afiadérrimo começando pelos coadjuvantes de maiores destaques Alfred Molina , que brilha como o pai chato de Jenny e Olivia Williams (que merecia ser reconhecida em premiações) pelas poucas cenas que tem no filme.

E ainda pra completar elenco temos Dominic Cooper (competente) e Rosamund Pike levando o quesito beleza a um nível extremo quase desconhecido , mas algo me irritou bastante no filme como assim desperdiçarem duas grandes atrizes assim , Emma Thompson e Sally Hawkins mereciam maiores destaques (mas foi acertado o pouco tempo de cena de ambas personagens).
E ainda temos a ambientação PERFEITA com direção de arte belíssima e um figurino invejável , sem contar na trilha sonora divina do filme.

Por fim Educação é um filme de erros claros mas é totalmente passado por cima por ser altamente agradável , Bom filme !


PS:É impossível não amar um filme que termina com Smoke Without Fire da Duffy , IMPOSSIVEL.


Nota:9.5/10

Educação (An Education,2009)
Diretor:Lone Scherfig
Roteiro:Nick Hornby em memórias de Lynn Barber
Elenco:Carey Mulligan , Olivia Williams , Alfred Molina , Cara Seymour , Matthew Beard , Peter Saargard , Dominic Cooper , Rosamund Pike , Emma Thompson , Sally Hawkins

Corinne Bailey Rae - The Sea

Posted: 7 de fev de 2010 by leo in Marcadores:
2


Em 2006 o mundo conheceu uma cantorazinha com uma voz frágil e competente chamada Corinne Bailey Rae e seu álbum de Estréia o Corinne Bailey Rae ela lançou músicas marcantes e chicletíssimas , mas aquele chiclete do bem , o tipo de chiclete que você num consegue parar de ouvir por ser tão bom , a primeira delas foi Put your Records On , letra simples e mega marcante , mas foi com Like a Star que ela alcançou o ápice , a perfeição , com uma melodia irresistível e uma letra e interpretação de Bailey Rae encantadoras.

Mas em Março de 2008 que foi a grande causa de seu hiatus , a morte do marido Jason Rae por oversode de Metadona e Álcool , mas Corinne voltou de um isolamento ainda mais disposta e ainda mais bonita e com músicas divinas.
Pra começo de conversa num tenho nem o que falar da capa do álbum da Corinne , até mesmo porque eu entendi que a Corinne tá ali , mas ah num quer dizer nada , ao menos ela num tá vestida numa roupa de galinha depenada.
Bailey Rae já começa acertando com a faixa estreante , a apaixonada Are you Here , mas de música boa o álbum é lotada como o single I´d Do It All Again , a esperançosa e com bela mensagem Love On It´s Way , bela música que parece ter sido escrita pro marido morto I Would Like to Call Beauty e as regulares que completam o álbum são Paris Night/New York Morning , Diving for Hearts (mesmo tendo uma letra belíssima) e The Sea.
Mas a grande obra do álbum é a deliciosa Closer , tem uma ótima letra e uma interpretação de Bailey Rae divina , entra na disputa de melhores do ano.
E como nem tudo são flores o álbum tem a desconexa Paper Dolls , que sempre que ouço tenho a impressão que não vem do The Sea , mas é irrelevante quando se tem ótimas músicas.
Por fim The Sea é a prova que mesmo depois da grande dificuldade vemos que Corinne deu belamente a volta por cima e nos entregou mais um trabalho generoso seu.

Nota:10/10

Melhor Música:Closer
Pior Música:Paper Dolls

American Idol 9° Temporada Auditions

Posted: 6 de fev de 2010 by leo in Marcadores:
0


Hoje em dia é dificilimo vermos novos talentos consideráveis em Auditions , nas últimas temporadas do programa tivemos auditions divinas mas nada nunca me impressiona tanto como audition de Megan Joy,Melinda Doolittle e Paris Bennett (a melhor participante do programa) e não essa temporada teve pouquíssimas auditions espetaculares (mas tivemos) e aqui vai um top 10 em escala de prefêrencia das auditions.



Acho que vozes como de Haeley encontramos por aí em cantoras country de montão , mas em cantoras country brancas , já que Country negras eu pelo menos não conheço nenhuma.
E se Haeley for a pioneira de uma safra de cantoras de country e negras , acho que será bem iniciado porque Haeley realmente tem uma voz potente e bacana.
A voz parece a de Underwood ?! parece mas quem liga , sempre tem tem algo de inovador no AI é legal.




Já Meagan não traz nada de inovador , mas tem uma voz arrebatadora.
Correspondente a música DIVINA que ela escolheu pra cantar , indo pra Hollywood muito merecidamente acho que não irá durar na competição mas vale a pena ver até onde essa menina vai.
A única coisa que eu não gostei foi seu irmão estranho , mas fora isso Meagan é realmente ótima.





Na temporada passada fiquei realmente apaixonado pela intensidade e capacidade da voz de Jessica Furney e fiquei tristíssima com sua eliminação precoce na primeira fase do Hollywood Week.
Mas como a própria Jessica prometeu disse que voltaria e voltou numa audition ainda melhor (mesmo com a música chata) e acho que dessa vez Jessica decola no AI e vai longe.





Andrew canta muitíssimo bem , é simpático e original , li por aí que ele foi comparado com Danny Gokey , apesar de achar que Gokey canta bem , Gokey tem o poder supremo de nos entediar pra cacete e Andrew não nos deu a impressão de cansaço (coisa que logo no audition Danny mostrou) e Andrew não tem nenhum amigo mala né.
Não sei guruzando aqui acho que Andrew irá rodar na fase dos grupos.




Charity tem tudo que um Idol bem sucedido precisa ter beleza,voz e é loira (apesar que Kelly Clarkson de beleza nunca teve nada) e ainda cantar Summertime com a leveza que Charity cantou é difícil.
Algo me diz que Charity irá longe na competição , mas sabe aquelas participantes que foram bem nas primeiras fases e começa a cagar durante a temporada.





Com leveza , simpatia e aparente voz frágil que Leah Laurenti me encantou , cantou Blue Sky com maestria de uma grande profissional e arrasou nas audições de Boston.
Mas infelizmente a grande impressão que tiro de sua audition é que Leah realmente será lembrada no AI por essa audition e mais nada e eliminada na primeira fase de Hollywood.





Todrick Hall entra na disputa pelo AI como um dos meus preferidos , canta absurdamente bem e cantou uma música original interessantíssima (mas nunca lembrar da Diva precoce Leneshe Young que audition se recusa a sair da minha cabeça).
Tenho quase certeza que estará no top 12 , mas nunca esquecer de Jermaine Sellers , candidato que canta num estilo parecido e quase entra no top.





Katelyn como Charity tem tudo que uma vencedora bem sucedida do AI tem , mas essa tem algo a mais.
Mas é impossível não amar uma menina que canta uma música brilhante com brilhantismo igual.
Katelyn definitivamente tem a minha torcida até o top 12 , caso ela chegue lá.





Não irei mentir sabe aquilo que o Andrew não tem , o Justin tem e muito (o Danny Gokey Feeling) canta bem , mas te cansa só de olhar pra figura.
Mas tenho que ser justo a audition de Justin é absurda , o cara brinca com os jurados e com quem assiste é realmente de embasbacar.
E sim acho que será o cara da segunda chance e irá longe na competição.



E eis que Tyler Grady teve a melhor audition da temporada , mas o que fez a audition ser tão boa.
Simples é só ter uma voz potente , nos surpreendendo cantando Let´s Get it On quando jurávamos que iria cantar algum rock setentista e ter a imagem , e tá aê o participante que provavelmente torcerei até o fim vide que ano passado a minha preferida ficou preferida até a eliminação.
Acho que vai pro top 12 por pra fuder e por tamanha ousadia nas performances será candidato do Vote for the Worst apostam ?!.



Estão aí minhas apostas ao American Idol , vamos ver até onde irei acertar.

Um Homem Sério

Posted: 2 de fev de 2010 by leo in Marcadores:
2

Spoiler Abaixo

Larry Gopnick é um professor de física que dá aula em uma universidade.Larry é um homem altamente correto (que chega a beirar o bobo) e sua seriedade vem à prova quando Clive , um alunoseu que oferece dinheiro para ter sua nota aumentada.
Em sua família Larry também é bem cobrado , tendo sempre que resolver e se preocupar com a esposa que acaba de pedir o divórcio , o filho que está metido com ''traficantes'' , sua filha que só faz lavar o cabelo e o seu irmão viciado em jogos.

Um Homem Sério é um filme com uma premissa simples e concerteza vindo de mentes diferente seria uma total desastre e desinteressante , coisa que Os Irmãos Cohen não deixa acontecer em momento algum.
A direção dos Cohen é cuidadosa sempre que tem cenas maiores e confrontos envolvendo Larry a câmera sempre focava de lado sempre me dando a impressão que estamos vendo a confusão da mente de Larry com a quantidade de informação que recebia.
Falando em Larry , Um Homem Sério o filme é típico filme de uma atuação só , Michael Stuhlbarg está meticulosamente perfeito , com trajeitos estranhíssimos que faz o personagem ficar ainda mais interessante e esquisito.
O filme tem um roteiro brilhante , complicado e ao mesmo tempo compreensível , unindo com perfeição o cínico e o absurdo.

Por fim Um Homem Sério é um filme metafórico (grande prova disso é a cena em que Larry toma determinada atitude e em uma outra cena vemos a chegada de um furacão sinalizando que boa coisa não vem) mas totalmente compreensível e com uma mensagem clara de aversão a monotonia.


Nota:10/10

Um Homem Sério (A Serious Man,2009)
Diretor:
Ethan & Joel Cohen
Roteiro:Ethan & Joel Cohen
Elenco:Michael Stuhlbarg , Richard Kind , Fred Melamed , Sari Lennick , Aaron Wolf , Jessica MacManus

Comentários dos Shows do Grammy de Ontem

Posted: 1 de fev de 2010 by leo in Marcadores:
0


Ontem o Grammy foi aquela merda que você conferiu ontem , não teve grandes surpresas e nem teve nada demais , performances meio meia bocas e o maior choque (e injustiça) que já vi no Grammy (que acompanho desde 2003) a vitória de Taylor Swift na categoria de melhor álbum , é simplesmente inaceitável a vitória dessa idiota , mas revolta a parte vamos conversar sobre o que tem de melhor no Grammy que são as performances :


Lady GaGa cantando Poker Face e Lady GaGa e Elton John Mash-Up de Speechless e Your Song

Eu simplesmente adorei a performance de Lady Gaga com o Elton John , até mesmo porque pra que diabos cantar Poker Face (cansamos da face de pôquer) mas quando ela se jogou no caldeirão e apareceu no piano ao lado de Elton John , o nível se elevou ao extremo com um ótimo Mash Up de duas músicas divinas , pena que o resto dos shows não foram a altura desse , mesmo assim essa performance não foi a melhor da noite.


Green Day e Elenco do Peça American Idiot cantando 21 Guns

Começando digo algo aos produtores da peça American Idiot , tira a menina cabeluda , se ela canta bem a Taylor Swift mereceu o prêmio de melhor álbum , já as outras duas são boas , tenho nem nada a comentar sobre a performance pra ver como foi marcante na minha vida né.


Pink cantando Glitter in the Air

E foi com a performance de Pink que o Grammy foi levado a um novo nível de qualidade , a menina canta bem ?! check , a música é boa ?! não muito , mas quem liga.
Pink teve uma performance divina e totalmente inovadora no trapézio , performance PERFEITA.
E porque não a única que cantou uma nova música né.


Lady Antebellum cantando Need You Now

Música chata do caralho , falado


Beyoncé Knowles cantando If I Were a Boy/You Oughta Know

Beyoncé eu te amo,gosto muito de você mas vá se fuder , cantar If i Were a Boy ?! me senti em 2008 , tanta música pra cantar e me vem com essa , mas a mina solta e voz e perdoamos né.
Mas depois ela resolve cantar You Oughta Know da Alanis (quando ainda era descente) e arrasou , mas como sempre fez não decepcionou , mas longe de deixar fã orgulhoso.


Black Eyed Peas cantando Imma Be/I Gotta Feeling

Black Eyed Peas sofreu do mesmo que Lady GaGa e Beyoncé cantou músicas mais batidas que carne de 3° , começou bem com a incrível Imma Be (que é uma música irritante na segunda metade) mas é ótima no comecinho.
Depois I Gotta Feeling e canZzZzzzzzzzzzzzzZ.


Jamie Foxx feat T-Pain cantando Blame it On

Gosto muitíssimo dessa música mas só defino a performance desse ser escroto que é Jamie Foxx é CIRCO.


Zac Brown Band e Leon Russell cantando Dixie Lullaby/Southern Friend

Tava tocando violão isso eu ouvi , tava jogando dominó e não prestei a atenção.


Jennifer Hudson,Celine Dion,Smokey Robinson,Usher,Carrie Underwood cantando Earth Song em tributo a Michael Jackson

Mas eis que voltei a prestar atenção no Grammy e não me decepcionei e vi essa performance emocionante do quinteto fantástico , realmente ótima performance.


Bon Jovi e Jennifer Nettles cantando We Weren´t Born to Follow/Who Says You Can´t Go Home/Livin On a Prayer

Fiquei realmente meio chocado com a performance de Bon Jovi , porque eu gostei e com a Jennifer Nettles a coisa ficou ainda melhor só fiquei meio chateado com a escolha de Livin on a prayer , devia ser o It´s My Life.


Taylor Swift e Stevie Nicks cantando Today Was a Fairytale

A vá pro caralho.


Andrea Boccelli e Mary J.Blige cantando Bridge Over Trouble Water

Foda , somente isso.


Dave Matthews Band cantando You and Me

Outra performance que me surpreendeu pelo fato de eu somente ter gostado , a música é bacaníssima , mas não se engane foi somente boa.


Maxwell e Roberta Flack cantando Pretty Wings/Where is the Love

Duas putas vozeirão concerteza podia dar em algo ótimo como esse né , Pretty Wings é ótima e depois que Flack entrou pra cantar Where is The Love , a coisa melhorou ainda mais , ótima performance.


Jeff Beck e Imelda May cantando How High the Moon em tributo a Les Paul

Putz não fazia idéia de quem era Imelda May , mas como essa mulher canta bem né , outra ótima performance !


Drake feat Eminem e Lil Wayne cantando Drop the World/Forever

Voltei ao jogo de dominó.


E assim terminou essa premiaçãozinha fudida que foi o Grammy , até o próximo ano e melhor das pernas espero.