As Melhores Coisas do Mundo

Posted: 10 de nov de 2010 by leo in Marcadores:
9


Mano é um adolescente de 15 anos.Ele está aprendendo a tocar violão com Marcelo,pois deseja chamar a atenção de uma garota.Seus pais Camila e Horácio estão se separando,o que afeta tanto ele quanto seu irmão mais velho,Pedro.Sua melhor amiga e confidente é Carol,que está apaixonada pelo seu professor Artur.Em meio a estas situações,Mano precisa lidar com os colegas de escola em momento de diversão e também sérios.

No cinema atual brasileiros existem certos nomes que imediatamente aguçam muito a minha curiosidade,neste As Melhores Coisas do Mundo pra ser mais objetivo o nome delas é Laís Bodanzky e Denise Fraga,mas a grande surpresa é que elas estão ótimas em seu trabalho,mas quem rouba a cena definitivamente não são elas.
O filme é um interessante e profundo estudo sobre a adolescencia e todas as questões que nos levantamos durante esse período de incertezas.O roteiro usa de uma leveza,sensibilidade e um pouco de bom humor de todas essas dúvidas que o personagem vive,sem falar nas pressões de ser adolescente.O roteiro também toca em assuntos sérios de forma mais plausível possível,em nenhum momento caindo no exagerado ou caricato.
A direção de Laís Bodanzky é novamente certeira,bastante precisa e que não necessita de muito pra chamar a atenção,novamente Laís ganha um merecido reconhecimento por tratar de uma determinada geração com a delicadeza necessária que cada uma merece,mais um ponto pra Laís.

Se todo o filme gira em torno de um personagem absurdamente simpático,precisaríamos no mínimo de um ator simpático e um elenco que acompanhasse a simpatia de tal personagem/ator e pra minha satisfação foi o que ocorreu.
Francisco Miguez é um achado muito do positivo,atua com precisão e como se isso fosse a coisa mais simples do mundo,sem precisar de dramaticidade demais Francisco dá um show particular que mescla talento e simpatia,e se o Mano de Francisco é tão bom,o que dizer das cenas de Mano e Carol (Gabriela Rocha) que são belíssimas e de uma química impressionante.
Outra atuação muito boa é de Paulo Vilhena que com simplicidade é uma peça importante na jornada de auto conhecimento de Mano,e ainda tem Fiuk que pra ser sincero não conseguiu me incomodar tanto assim,mesmo que seu personagem seja o mais chato do filme.Mas em termos de atuação quem rouba a cena é Denise Fraga que tem uma forte atuação e aparece como o personagem mais triste de todo o filme,aliás como dar suporte a uma pessoa sendo que você é a que mais precisa de suporte,sem contar que ela tem a melhor cena do filme disparado.

Por fim como já havia dito quem acaba roubando totalmente a cena é a jornada de auto conhecimento de Mano que acaba nos fazendo nos identificar com muito que acontece durante o filme.


Sinopse Retirada do Site Adoro Cinema

Nota:9.5/10

As Melhores Coisas do Mundo (Idem,2010)
Diretor:Laís Bodanzky
Roteiro:Luis Bolognesi
Elenco:Francisco Miguez,Fiuk,Denise Fraga,Gabriela Machado,Zé Carlos Machado,Caio Blat,Paulo Vilhena,Gabriel Illanes,Júlia Barros

9 comentários:

  1. Aqui temos um importante filme brasileiro. Muito sincero, expressivo e tem um roteiro realista sobre a juventude. Gostei também!

    abs

  1. Ah leo, muito massa o filme, né ? Com certeza, uma das maiores surpresas do ano!

  1. Filme que me surpreendeu demais. Achei que seria apenas mais um filme nacional.........e tive que aplaudir de pé a produção. Muito bom. Agradeço o Cristiano Contreiras que me indicou.

  1. Weiner says:

    Alguém pode me dizer o porquê deste filme maravilhoso ter perdido a vaga brasileira do Oscar para um filmezinho pedante e lacrimoso? E então? Alguém se habilita?

  1. Wally says:

    Sensacional este filme! Uma completa surpresa.

  1. Um ótimo exemplar da nossa filmografia. Uma grata surpresa. Filme sincero e sensível sobre uma das mais turbulentas fases da vida. Super recomendado!

  1. Amo esse filme. Não esperava tanto, mas me surpreendeu muito positivamente.

  1. Depois que eu li tantos comentários maravilhosos sobre esse filme, fui assisti-lo com as expectativas nas alturas. E, sinceramente, me decepcionei! Sério, não vi nada de espetacular nele... Nessa safra de filmes adolescentes de 2010, prefiro bem mais "Os Famosos e os Duendes da Morte"!