Um Tanto do Chá P.2

Posted: 31 de mai de 2011 by leo in Marcadores:
4


O Vencedor


O Vencedor é daqueles exemplares que são feitos exatamente pra arrebatar diversos prêmios na temporada de ouro de Hollywood e ao me ver esse foi o seu objetivo (bem sucedido até),da primeira vez que conferi passou despercebido,mas ao ser assistido pela segunda vez,o filme toma força maior,se tornando um maduro drama familiar.O roteiro de Scott Silver,Paul Tamasy e Eric Johnson juntamente com a direção de David O.Russell permanecem numa linha tênue de simplicidade,sem tomar grandes riscos,mas sem nunca perder o ritmo,mas a força do filme se torna ainda maior quando nos deparamos com o poder de seu elenco.O limitado Mark Whalberg tem uma boa atuação mas infelizmente não se sobressai quando se compara com seus colegas de elenco,Amy Adams novamente faz uma coadjuvante perfeita,uma figura forte e temperamental,Melissa Leo (vencedora do Oscar pelo papel) faz a verdadeira personificação de mãe superprotetora e até egoísta querendo toda atenção do personagem centro pra si,performance incrível,mas não era essa mãe superprotetora que merecia o Oscar e pra terminar o extraordinário Christian Bale em mais uma personificação por completo,genial como Dicky Ecklund e sua cena final é um dos ápices de sua carreira.Ótimo filme que o próprio boxe acaba se tornando coadjuvante,recomendo.


Namorados Para Sempre


Inicialmente,devo declarar novamente o meu descontentamento com a tradução pavorosa do filme,dando uma idéia absurdamente errada e pior,um filme com esse nome lançado justo na semana do dia dos namorados em circuito nacional é querer muito enganar trouxa.O filme trata de uma forma pesada e crua,o desgaste de um relacionamento,mas de forma criativa e extremamente verdadeira.Um roteiro forte,onde mostra os extremos de um relacionamento,uma direção segura do iniciante Derek Cianfrance,trilha sonora extraordinária e fotografia simples e belíssima de Andrij Parekh.A química entre o casal de protagonistas é genial,que se mostra ainda mais eficiente pra todo o decorrer da trama,ambos encarnam de forma sutil e arrebatadora ambos personagens,Michelle Williams sempre convence com a simplicidade,nunca deixando a desejar e sempre mantendo a regularidade incrível e chega a ser complicado dizer que Ryan Gosling possui a melhor atuação de sua carreira,mas que essa é a melhor atuação do ano (em circuito nacional,ao menos) isso sim é.Namorados para Sempre é um filme arrebatador e como já disse,nada daquilo que o título nacional deixa entender,forte,pesado e necessário.


Biutiful


O novo filme de Alejandro Gonzalez Iñarritu sofre do mesmo mal de Babel,é um filme bem intencionado onde o roteiro acaba se enrolando por si só e apresenta certas situações de forma inusitada e algumas coisas ainda ficam subentendida,a vantagem que Babel tem sobre Biutiful é que no primeiro alguma subtrama ao menos se mostra interessante,diferente desse,onde tudo se mostra desinteressante,tanto atrapalhado pelo ritmo (coisa que normalmente não me incomoda) e pelo interesse do roteiro de evidenciar certos pontos que não tem importância no decorrer do filme.
Entre os atributos técnicos temos trabalhados caprichadíssimos de Rodrigo Prieto na fotografia e a trilha sonora do sempre ótimo Gustavo Santaolalla parceiro constante dos filmes de Iñarritu,conhece perfeitamente o clima de todos os seus filmes.Em meio a tantos defeitos,o filme basicamente se segura nas fortes atuações,começando por Maricel Álvarez que tem uma performance ótima como Marambra,a bipolar ex-esposa de Uxbal e Javier Bardem (ator que é perigoso apontar sua melhor atuação) novamente atuando incrivelmente bem,consegue transmitir todo o cansaço e sentimento de culpa constante que Uxbal leva,merecido prêmio de Cannes.Biutiful é um mais um filme superestimado de Alejandro Gonzalez Iñarritu.


O Vencedor (The Fighter,David O.Russell,2010) 9/10
Namorados para Sempre (Blue Valentine,Derek Cianfrance,2010) 10/10
Biutiful (Idem,Alejandro Gonzalez-Iñarritu,2010) 6/10

4 comentários:

  1. O Vencedor é muito bom, trama muito bem amarrada sobre as relações fora do ringue!

  1. Destes filmes, só vi "O Vencedor", que gostei, mas achei que faltou alguma coisa, mas Christian Bale está sensacional. ;)

  1. "O Vencedor": Não sei o que viram nesse filme, que mais parece um trabalho pequeno feito para TV. De relevante mesmo só o elenco, em especial Christian Bale.

    "Namorados Para Sempre": É um filme difícil de assistir justamente por ser tão doloroso e verdadeiro. O casal está excelente e o filme merecia uma divulgação melhor!

    "Biutiful": Seria um longa arrebatador se tivesse somente foco no lado humano do personagem e não nas monótonas atividades ilícitas dele. Se Colin Firth não estivesse na disputa, Javier certamente merecia vencer o Oscar pela segunda vez!

  1. 'O Vencedor' é um filme movido por suas atuações, já que o roteiro em sim é tão óbvio que chega a ser um tanto decepcionante.

    http://filme-do-dia.blogspot.com/