Nine

Posted: 9 de jul de 2010 by leo in Marcadores:
5


Guido Contini é um famoso diretor de cinema às voltas com a crise da meia idade,repleto de problemas pessoais e com déficit criativo.Homem de muitas mulheres,seu maior desafio é buscar o equilíbrio entre a esposa,sua amante,sua atriz/musa no cinema,sua figurinista e confidente,uma jornalista de moda,uma prostituta e sua própria mãe.

Na primeira vez que ouvi falar de Nine,a curiosidade foi imediata um elenco espetacular como esse dirigido pelo cara que dirigiu o filme que me fez ficar perdidamente apaixonado pelo cinema e voltando ao seu gênero de origem,mas sabia que caso o filme fosse decepção o tombo seria grande e doloroso,eis que assisti ao filme e o tal tombo,foi tomado e de forma violenta.
O filme é incrivelmente bobo,uma premissa realmente interessante é ignorantemente jogada fora pra dar espaço a musicas aborrecidas e chatas de doer.
A fotografia do filme é caprichada,mas peca por ser parecidíssima com a de Chicago e até as cores reinantes de Nine são semelhantes com as de Chicago (Preto e Vermelho).A edição é boa,mas não o suficiente pra dar aquela aliviada no roteiro feito por uma criança cega.
Um dos poucos aspectos técnicos que salvam e soam realmente originais são os cenários caprichadíssimos,mas como sabemos cenário não faz um filme.

E em um filme com um elenco tão badalado,as atuações deviam ser no mínimo espetaculares não é? éee...em partes,pra começo ressalto que é de irritar usarem Sophia Loren e Nicole Kidman pra nada,elas fizeram absolutamente nada e ainda cantaram as músicas mais sofríveis do filme,Kate Hudson somente na cena do restaurante conseguiu me convencer mas quando ela começou a cantar Cinema Italiano,novamente me deu vontade de dar um soco nela (saudades eternas de Penny Lane).Já entre as indicáveis ao Oscar ainda não consigo entender porque demônios Penélope Cruz foi indicada,teve seus momentos?Teve sim,mas nada de relevante,mas é impossível passar em branco a cena de Penélope Cruz em "A Call from the Vatican" de uma forma que ninguém provavelmente nunca viu.Já o Fólie Bergére de Judi Dench é que deveria ser indicada ao Oscar de coadjuvante,Judi fez perfeitamente bem feito,praticamente tirou leite de pedra e nos entregou uma performance competente.

Já entre o casal de protagonistas Daniel Day Lewis decepciona,ator que é acostumado a entregar performances acima da média,em Nine ele parece querer se distrair e sair daquela impressão séria demais que sempre tivemos dele,mas CONCERTEZA ABSOLUTA esse filme não mancha currículo de ninguém,muito menos do melhor ator da atualidade.
E já Marion Cotillard transpira competência em todos os sentidos tanto na atuação,no canto e na beleza de embasbacar e tire suas próprias conclusões em "Take it All",sem falar que o melhor momento isolado de todo filme é uma cena em que Marion segura toda a tensão da cena com apenas um olhar julgador lançado a Daniel Day Lewis,ótima cena em que precede o musical de Take it All.

Por fim Nine é péssimo,se espera bons musicais não terá,se procura uma boa distração,não será e se quiser ver um bom roteiro,passa longe,mas se é fã de Marion Cotillard,ainda terá que esperar pra ela brilhar,ou seja,esperem passar no telecine.

Sinopse retirada do Adoro Cinema


Nota:4/10

Nine (Nine,2009)
Direção:
Rob Marshall
Roteiro:Michael Tolkin & Anthony Minghella
Elenco:Daniel Day Lewis,Mario Cotillard,Penélope Cruz,Sophia Loren,Nicole Kidman,Judi Dench,Kate Hudson,Stacy Ferguson

5 comentários:

  1. Já tive três chances de assistir Nine, mas ainda não tive coragem. Ou melhor, vontade. Diferentemente de você, não gosto de Chicago nem de Bob Marshall (nem de Kate Hudson, mas isso é um detalhe, hehe).

  1. Uma triste decepção. Vontade de cair de porrada no Rob Marshall.

  1. Ainda bem que não foi um total fracasso para você, já que sou um dos poucos que gosta do filme. Acho que escolheu um estilo 'diferente' de musical (bem mais fácil de se realizar), mas com alguns defeitos, claro.

  1. Concordo plenamente. E fiquei triste com "Nine", já que prometia muito, por causa do elenco. Mas acabou se tornando uma produção chata, sem-graça e as músicas não se encaixavam. Só Marion mesmo para arrasar, já que as melhores cenas do filme são com ela.

    E quero baterem Rob Marshall. rsrsrs.

  1. leo says:

    MATEUS assista Nine,quando for a última opção,quando passar na tv,numa situação assim,porque dar prioridade a esse filme é foda.E sobre Kate Hudson nem sou tão fã,mas gosto muito da atuação dela em Quase Famosos.

    BRENNO a vontade de socar esse cara é geral!

    LUIS É achei bem ruim,mas totalmente desgraça não,até mesmo porque os atributos técnicos são ótimos e Judi Dench e Marion Cotillard não costumam fazer filmes ficarem ruins.

    MAYARA concordo totalmente,Marion é incrível,mas como disse gostei bastante de Judi Dench em cena também.

    abraços