Vício Frenético

Posted: 4 de jul de 2010 by leo in Marcadores:
8


Após salvar um prisioneiro de afogamento em decorrência do furacão Katrina,o detetive Terence McDonagh é promovido a tenente.Com as costas seriamente contundida,passa a depender de analgésicos para aguentar a dor.Um ano depois,está viciado em Vicodin e cocaína,mas continua trabalhando em nome da lei.Quando uma família de imigrantes africanos é assassinada,ele é nomeado para o caso e sai à procura do assassino.Mas seu próprio envolvimento em atividades ilegais comprometem seus padrões morais e ameaça colocar sua missão em risco.

Vício Frenético é um dos melhores exemplares sobre a integridade de um profissional.não importa sua função.O filme trava de forma corretíssima a natureza humana,até onde as pessoas chegam para cumprirem perfeitamente sua função (mesmo que necessite da auto destruição).Outro tema citado é o popularmente conhecido "tudo que vai volta",por mais que o comportamento de Terence seja errôneo,quando é preciso fazer sua parte,faz perfeitamente bem.
Tecnicamente o filme não deixa totalmente a desejar,o tom sempre sombrio e pesado,sempre capta a essência carregada de sujeira e corrupção do filme e pra melhorar a situação a trilha sonora no mínimo interessante também acompanha o filme.
Mas se o filme pode ser entitulado ótimo,boa parte da culpa é da atuação marcante de Nicolas Cage,que transparece toda sua perturbação de forma que nos faz questionar se aquele homem está realmente drogado,definindo,Cage tem uma performance digníssima de prêmio.
E também é impossível deixar passar em branco a direção inteligente de Werner Herzog que nos faz viajar juntamente com Nicolas Cage,nos presenteando com cenas simplesmente sem sentido (eu não queria ver um crime e uma estrada no ponto de vista de um lagarto) e por isso ponto pra Herzog que nos carrega a onda de Nicolas Cage junto a ele.

Por fim Vício Frenético é um grande filme sobre o comportamento humano e seus padrões morais,só peca pela lentidão absurda do filme.


OBS¹:Como posso ter falado tão bem de um filme que eu nem gostei tanto assim?simples não encontrei argumento compreensível pra critica-lo de forma mais aceitável.

OBS²:Definitivamente Nicolas Cage devia atuar somente personagens com dores nas costas e viciados,porque sempre vem algo ótimo,quando não é isso,nunca me agrada.

Sinopse Retirada do Site Adoro Cinema

Nota:8/10


Vício Frenético (The Bad Lieutenant:Port of Call - New Orleans,2009)
Diretor:Werner Herzog
Roteiro:William M.Fiekelstein
Elenco:Nicolas Cage,Eva Mendes,Val Kilmer,Fairuza Balk,Xzibit,Jennifer Coolidge,Shawn Hatosy,Tom Bower,Vondie Curtis Hall,Brad Dourif,Denzel Whitaker,Irma P.Hall

8 comentários:

  1. Já é dificil de assistir aos filmes do Nicolas Cage, que definitivamente não consegue mais escolher bons projetos, esse filme é o seu personagem são simplesmente irritantes, não consegue terminar de ver.

  1. Adoro o trabalho do Nicolas Cage. Gosto mais das suas atuações do que dos filmes que atua. Mas de Vício Frenético eu gostei. Outro ótimo filme de Cage no qual ele faz um personagem pirado como esse é Os Vigaristas.

  1. Não tem como, não consigo gostar do Cage de jeito nenhum. Mas o filme é bom sim, bem viajado, mas legal.

  1. leo says:

    CLEBER também não sou MAIS fã do Nicolas Cage,só escolhe porcaria e mas quando acho que ele faz algo bom,reconheço.
    eu achei bacana o seu trabalho em Vício Frenético,mas vai tudo de gosto.

    MATEUS não morro de amores por Nicolas Cage e essa atuação é muito boa mesmo.Nunca assisti a esse Os Vigaristas.

    LUIS Eu vario de opinião sobre Cage,tem atuações incríveis,mas tem outras que chega a dar vontade de dar uma pesada na tela (não importa a tela),eu gosto bastante dele em vício frenético,mas como disse não gostei muito do filme,mas não encontrei argumento decente pra critica-lo.

    Abraço a todos

  1. Difícil tentar conhecer o trabalho do Herzog partindo de Vício Frenético. Toda a curiosidade que nutri em relação ao diretor se viu frustada. Não concordo quando diz que o filme conduz a uma realidade humana, porque todo o universo construído pelo diretor não passa dos seus minutos de duração. Me incomodei com várias cenas, em especial o delírio com as iguanas. Não pelo delírio em si, mas pela situação forçada para que aquele delírio pudesse acontecer. E sobre o Nicolas Cage, minha opinião deve ter sido manchada pelas impressões acerca do filme em si; porque eu não gostei de sua atuação.
    Claro que agora quero conhecer todo o trabalho do Herzog e que, talvez, em uma revisão eu aprecie melhor o filme. Mas não creio muito.

    No mais, bom texto. Desde aquele papo rápido no twitter que tento pensar no filme de maneira imparcial... vamos ver onde chego!Rs
    Abraço

  1. Gostei moderadamente do filme, que para mim também pecou pela lentidão. De certa forma vale por alguns aspectos, mas nada marcante.

  1. Louco para assistir essa parceria Cage + Herzog.

    Cage está muito canastrão nos últimos anos, mas dizer que ele é um ator ruim é fechar os olhos para o passado do cara. Quando quer, consegue se sair acima d média. Uma pena, no entanto, que tenha aceitado trabalhar em péssimos filmes ultimamente, dirigidos por diretores igualmente medíocres.


    abs!

  1. leo says:

    DANIELA É realmente difícil reconhecer toda a competência de Herzog por somente esse filme e realmente ainda nem sei se gosto do filme.E sobre a atuação de Cage,eu acho muito boa.Brigado pelo elogio ;D

    VINÍCIUS Também achei absurdamente e desnecessariamente lenta.

    ELTON Nesse filme a atuação de Cage é realmente muito boa e acho que com essa atuação dele,ele não irá te decepcionar.

    abraços