Fringe 1° Temporada

Posted: 6 de dez de 2009 by leo in Marcadores:
0

Fringe foi uma série em que de fato fiquei extremamente curioso pra assistir pelo fato de um dos criadores ser J.J Abrams,mas fora isso pra mim não tinha nada de atrativo,elenco quase todo desconhecido por mim e até admito nos primeiros episódios a série deu aquela desanimada e cheguei a desistir,mas quando resolvi voltar tomei um susto e daqueles bastante prazerosos.
A começa com o acidente de John Scott,agente do FBI e namorado de Olivia Dunham,sendo que no decorrer do piloto (pra ser mais específico no fim) descobrimos que John Scott não é nada íntegro como todos nós pensamos no começo,no decorrer do piloto conhecemos Peter Bishop,um golpeador que viaja o mundo dando golpes, e também conhecemos o seu pai (e delicioso personagem) Walter Bishop,um cientista louco (de verdade) que foi obrigado a se aposentar por tamanha insanidade.
Olivia,Peter,Walter e Astrid (assistente aleatória que não merece muita letra) formam uma instituição para desvendar fenômenos sobrenaturais todas vezes interessantíssimos e meio sinistros e alguns (diga-se do episódio Unleashed) nojentíssimo.
Como disse os primeiros episódios da série sempre me prendiam pelas cenas iniciais que eram sempre incrivelmente bem feitas,efeitos especiais caprichadíssimos,tudo extremamente bem feito,edição,fotografias realmente extremamente bem feitos.
Mas depois do 9° episódio a série decola de forma realmente assustadora,os grandes hiatos que a série teve foram totalmente saudáveis para a série,tramas extremamente bem amarradas e bem feitas e tenho que a causa de todos os casos serem relacionados a Olivia e Walter é perfeitamente bem construída.
Walter fazer uma experiência perigosíssima com Olivia,William Bell (dono da Massive Dynamics e Leonard Nimoy) ser a mente atrás de ZFT,David Robert Jones querendo matar William,Harris ser o realmente um cara nada bacana,esse e mais vários momentos Booms da temporada.
Li vários comentários negativos sobre a atuação de Anna Torv e sim na primeira metade da série ela era tão tediosa que dava vontade de dormir,a partir do episódio Bound (ótimo por sinal) a reviravolta na série,na personagem e na atuação da atriz é notável,no elenco também temos Joshua Jackson que é bom,mas não memorável,também temos no elenco os competentes Lance Riddick,Blair Brown e Kirk Acevedo,mas em termos de atuação todos devem reverência a John Noble,que nos presenteia com o melhor personagem da série facilmente,John Noble balanceia humor,dramaticidade e loucura num nível igualado,simplesmente perfeito.
Por fim a série é realmente boa,os primeiros episódios são entediantes mas a segunda metade é bastante empolgante,e como assim Peter Bishop morreu tão novo?e que que ele tá fazendo ali?Será que William Bell e a Massive Dynamics tem o dedo nisso?nunca esqueço de Nina Sharp mandando reviver John Scott;segunda temporada rápido!

Nota:8.5/10

Melhores Episódios:In Which We Meet Mr.Jones (S01E07),Bound (S01E11),Ability (S01E14),Unleashed (S01E16),Bad Dreams (S01E17),Midnight (S01E18),The Road Not Taken (S01E19),There´s More Than One of Everything (S01E20)
Piores Episódios:The No Brainer (S01E12),Inner Child (S01E15)

MVP:John Noble,Anna Torv,Mark Valley

0 comentários: